Foto 1 Foto 2 Foto 3 Foto 4

CONSULTORIA PARA REFORMULAÇÃO DE UM ESPAÇO

O objetivo desse trabalho é levantar diagnósticos, oferecer pareceres técnicos e sugerir soluções. Para isso, é necessário um período de observação da rotina e atuação dos profissionais (in loco) e um período de organização, reflexão e elaboração de todo o material, para então ser passado ao espaço um documento com todos a análise de cada aspecto avaliado pela consultoria.

CONSULTORIA PARA A CRIAÇÃO DE UM ESPAÇO

Essa consultoria pedagógica para a criação de um espaço sócio-educativo consiste em auxiliar o processo de formulação, incluindo espaço físico apropriado, grade curricular e equipe multidisciplinar. O espaço físico deve ser apropriado às faixas etárias, estimular a interatividade, sociabilidade e processos criativos.

ASSESSORIA

A assessoria é quem executa de fato as propostas levantadas pela consultoria.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

A orientação já é um trabalho que pode ser pontual ou contínua, levantando temas relevantes à rotina do professor e sua atuação em sala de aula.

SUGESTÕES DE FORMAÇÕES:
PALESTRA E WORKSHOPS

Para educadores

• O BRINCAR COMO INSTRUMENTO PEDAGÓGICO
Brincando também se aprende

• A CRIANÇA E SUAS EXPRESSÕES CORPORAIS
Formas de Comunicação

• BRINCAR E A CULTURA DA INFÂNCIA
Expressões do brincar

• EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E REPRESENTAÇÃO SIMBÓLICA NA PRIMEIRA INFÂNCIA
Arte na Infância

O BRINCAR COMO INSTRUMENTO PEDAGÓGICO

Brincando também se aprende
Nesse workshop buscamos conhecer os aspectos gerais do desenvolvimento infantil de modo global (cognitivo, afetivo-emocional, sócio-moral e físico-motor). Passamos pelos brinquedos e brincadeiras adequadas e estimuladoras para cada fase.

Reflexão sobre formas de educação saudável, do ponto de vista afetivo-emocional e de disciplinar sem punições físicas ou psicológicas.

Indicação de recursos: livros, filmes, músicas e brincadeiras.

EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E REPRESENTAÇÃO SIMBÓLICA NA PRIMEIRA INFÂNCIA

Arte e Desenvolvimento
Essa formação coloca a importância dos processos artísticos como forma de expressão da criança, com o mundo que a cerca. Propõe formas de interações, intervenções e experimentações através da arte, buscando compreender diferentes técnicas e materiais. A descoberta e o contato de certos materiais pode ser muito desafiador e representam uma forma de estar no mundo, de registrá-lo e compreendê-lo. 

“A arte alimenta a alma”

AS CRIANÇAS E SUAS EXPRESSÕES CORPORAIS

Formas de Comunicação
A linguagem corporal é uma das primeiras a serem desenvolvidas, devido à grande capacidade de espelhamento da criança e sua exploração sensorial e de coordenação motora. A fala do corpo é imediata e otimizá-la ajuda a dar base para as demais linguagens, pois usamos nosso corpo para tudo. O uso consciente dessa linguagem ajuda na compreensão e desenvolvimento das outras linguagens, portanto é importante estarmos atentos a ela quando falamos em desenvolvimento infantil. Fazer essa leitura também se torna fundamental quando trabalhamos com inclusão.

BRINCAR E A CULTURA DA INFÂNCIA

Expressões do brincar
Esse workshop apresenta as várias faces do brincar e a cultura da criança.

O brincar: universalidade e diversidade. Como a brincadeira aparece de forma comum em diferentes culturas (universal), mas com suas características específicas (diversidade) ao modo de vida (cultura), meio social e familiar.

Ampliação de repertório resgatando e aprendendo brincadeiras em que as crianças aparecem como sujeitos ativos e participativos no brincar (barbante, mãos, natureza, roda...)